domingo, 1 de março de 2009

Sobre a Dengue - Especial

|



Hmm, leitores hoje inauguro a seção especial de começo de mês, ou seja, todo inicio de mês eu pesquisarei sobre um assunto muito discutido no momento e então farei uma matéria, claro que cheia de informações.Hoje vocês vão conhecer, aprender, se defender e claro, não temer mais, A DENGUE.
Continuem lendo e aproveitem bastante.




Indice:

Dengue
O Mosquito
Sintomas e Tratamento
Estatísticas
Vacina



O que é Dengue?

A palavra dengue tem origem espanhola e quer dizer "melindre", "manha". O nome faz referência ao estado de moleza e prostração em que fica a pessoa contaminada pelo arbovírus (abreviatura do inglês de arthropod-bornvirus, vírus oriundo dos artrópodos).

O dengue é uma doença infecciosa causada por um arbovírus (existem quatro tipos diferentes de vírus do dengue: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4), que ocorre principalmente em áreas tropicais e subtropicais do mundo, inclusive no Brasil. As epidemias geralmente ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos.

História


O mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti, foi introduzido na América do Sul através de barcos (navios negreiros) provenientes da África, no periodo período colonial, junto com os escravos. Houve casos em que os barcos ficaram com a tripulação tão reduzida que passaram a vagar pelos mares, constituindo os "navios-fantasmas".


A dengue pode ser transmitida por duas espécies de mosquitos (Aedes aegypti e Aedes albopictus), que picam durante o dia e a noite, ao contrário do mosquito comum, que pica durante a noite. Os trans
missores de dengue, principalmente oAedes aegypti, proliferam-se dentro ou nas proximidades de habitações (casas, apartamentos, hotéis), em recipientes onde se acumula água limpa (vasos de plantas, pneus velhos, cisternas etc.).

O Aedes Aegypti


O Mosquito Aedes aegypti mede menos de um centímetro, tem aparê
ncia inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas.

Costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, ele pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa. Há suspeitas de que alguns ataquem também durante a noite.


O indivíduo não percebe a picada, poi
s no momento não dói e nem coça.


Transmissão

A transmissão se faz pela picada do mosquito fêmea do Aedes aegypti. Após um repasto de sangue infectado, o mosquito está apto a transmitir o vírus, depois de 8 a 12 dias de incubação extrínseca. Não há transmissão por contato direto de um doente ou de suas secreções com uma pessoa sadia, nem de fontes de água ou alimento.

Sintomas

Após a picada do mosquito, os sintomas se manifestam a partir do terceiro dia. O tempo médio do ciclo é de 5 a 6 dias.O intervalo entre a picada e a manifestação da doença chama-se período de incubação. É depois desse período que os sintomas aparecem:
A dengue clássica apresenta-se geralmente com febre, dor de cabeça, no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, podendo afetar crianças e adultos, mas raramen
te mata.

Prevenção

O grande problema para combater o mosquito Aedes aegypti é que sua reprodução ocorre em qualquer recipiente utilizado para armazenar água, tanto em áreas sombrias como ensolaradas. Por exemplo: caixas d'água, barris, tambores, vasos de plantas, tanques, garrafas, pneus e muitos outros onde a água da chuva é coletada ou armazenada. Portanto, considerando essa facilidade de disseminação, podemos imaginar o grau de dificuldade para efetivamente combater a doença - o que só é possível com a quebra da cadeia de transmissão, eliminando o mosquito dos locais onde se reproduzem.

Contra picadas

Se as pessoas não são picadas, não se tornam mais um foco indireto da doença. Veja algumas dicas:

Espirais ou vaporizadores elétricos: Devem ser colocados ao amanhecer e/ou no final da tarde, antes do pôr-do-sol, horários em que os mosquitos da dengue mais picam.

Mosquiteiros: Devem ser usados principalmente nas casas com crianças, cobrindo as camas e outras áreas de repouso, tanto durante o dia quanto à noite.

Repelentes: Podem ser aplicados no corpo, mas devem ser adotadas precauções quando utilizados em crianças pequenas e idosos, em virtude da maior sensibilidade da pele.
Telas: Usadas em portas e janelas, são eficazes contra a entrada de mosquitos nas casas.

Tratamento

Não existe tratamento específico para dengue, apenas tratamentos que aliviam os sintomas.
Deve-se ingerir muito líquido, como água, sucos, chás, soros caseiros, etc. Os sintomas podem ser tratados com dipirona ou paracetamol. Não devem ser usados medicamentos à base de ácido acetil salicílico e antiinflamatórios, como aspirina e AAS, pois podem aumentar o risco de hemorragias.




Ainda não há vacinas comercialmente disponível para a dengue, mas a comunidade científica internacional e brasileira está trabalhando firme neste propósito.
A dengue, com quatro vírus identificados até o momento, é um desafio para os pesquisadores, pois a sua vacina é mais complexa que as demais. É necessário fazer uma combinação de todos os vírus para que se obtenha um imunizante realmente eficaz contra a doença.
Estima-se que se deve ter um imunizante contra a dengue dentro dos próximos anos.
O Instituto Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro anunciou que em 2012 estará disponível uma vacina para os quatro tipos de dengue.

----------

Os textos finais (editados) aqui encontrados fazem parte de referências externas (textos originais):
Brasil unido contra a DENGUE, entre nessa!
Dengue
Wikipédia
Ministério da Saúde



2 comentários

New disse...

Oiêee!
Vim agradecer pelo excelente post (sem comentários) e dizer que não estava conseguindo postá-lo pois, dava erro. A metade do post não aparecia. Custei a descobrir que eram algumas figuras que estavam grandes demais para o meu layout. Bastou diminuí-las um pouco e, pronto! tudo certinho.
Vou mandar o meu em breve.
Beijos e uma boa semana prá vc.

Jonathan "Dinaen" disse...

parabéns véi
campanhas sã sempre bom ;)
se meu blog estivesse aberto, ja linkava pra ca, hehehe

Postar um comentário

Leu tudinho? Não saia sem comentar, okay?